Como declarar a previdência privada no imposto de renda

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Para declarar a sua previdência privada no imposto de renda é preciso estar atento qual tipo de previdência privada você contratou: PGBL ou VGBL.  

PGBL: plano gerador de benefício livre.   

VGBL: vida gerador de benefício livre.
 
No caso da PGBL, o primeiro passo é informar o valor das contribuições feitas no ano na ficha “pagamentos efetuados”. Não é necessário informar o saldo existente no seu plano.  

Em seguida, o programa do Imposto de Renda vai exibir alguns códigos. O número correto para os planos PGBL é o “36 – previdência complementar”.  

 
Esse código vem indicado no informe de rendimentos enviado pela instituição em que você contratou sua previdência. Nesse documento, você também encontra o CNPJ da instituição, outra informação que precisa ser inserida na ficha. Se não fez nenhum resgate no ano, não precisa declarar mais nenhuma informação. O mesmo vale para quem não fez contribuições no período. 
 
Um ponto importante: quem tem plano PGBL pode deduzir da base de cálculo do imposto uma parte das contribuições feitas para a previdência no ano. O limite é de 12% da renda bruta. Por exemplo: o contribuinte que teve rendimento bruto de 100 mil reais em 2020 poderá deduzir 12 mil reais desse total, reduzindo a base de cálculo para o ir. Lembrando que essa vantagem só está disponível para declarações no modelo completo. 
 
Para quem declara no formulário simplificado, a indicação é a previdência VBGL, vida gerador de benefício livre.  As contribuições devem ser declaradas como uma aplicação financeira na ficha “bens e direitos”, sob o código 97. 

 
Depois, informe o valor total das contribuições feitas no período, usando dois campos diferentes: “situação em 31/12/2019” e “situação em 31/12/2020”.  

Você encontra essas informações no informe de rendimentos que a seguradora forneceu. No campo “discriminação”, digite o CNPJ da seguradora, o número da conta e as informações da apólice. Lembre-se que essas informações vêm junto com o informe de rendimento.    
 
IMPORTANTE: Na hora de escolher o banco para receber sua restituição, conte com o BS2. 

Baixe o app do Banco BS2 e abra uma conta digital!   

Abra também uma Conta BS2 Empresas!    

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário abaixo

Siga a gente nas redes sociais

Posts mais lidos

Posts recentes