Qual a diferença entre marketplace e e-commerce?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Ambos são lojas online tradicionais, onde as marcas vendem seus próprios produtos. 

  • O marketplace reúne produtos de mais de uma loja, funcionando como uma vitrine para elas. 
  • E o e-commerce atua especificamente como uma loja, vendendo apenas os produtos desta loja. 

Não são modelos concorrentes, já que trabalham com propostas diferentes.

Qual a diferença entre marketplace e e-commerce?

O e-commerce exige mais investimento para a manutenção de suas atividades, pois lida diretamente com estocagem e logística. Já o marketplace demanda muito menos por trabalhar com uma equipe reduzida e não necessitar armazenar produtos — uma vez que não são necessariamente seus, mas das lojas parceiras. 

Por isso, o foco de atenção do marketplace fica mais na manutenção do site. Além disso, o e-commerce trabalha apenas com o nicho específico de sua loja, enquanto o marketplace pode ser mais variado nesse sentido.

Quais as vantagens de cada um?

O marketplace é muito mais econômico e possui um alcance mais amplo. Porém, as chances do e-commerce na fidelização dos clientes são maiores, além de concorrer apenas com e-commerces do seu nicho. Enquanto o marketplace concorre com todos os outros marketplaces, e também com qualquer outra loja online que trabalhe com alguma de suas categorias de produtos.

Quais são os tipos de marketplace e e-commerce?

Existem quatro tipos de marketplace: 

  • B2B (business to business): são relações entre empresas e fornecedores intermediadas pela plataforma; 
  • B2C (business to consumer): quando as empresas vendem seus produtos ao consumidor através da plataforma; 
  • C2C (consumer to consumer): a plataforma favorece a venda de produtos entre pessoas físicas; 
  • Marketplace de nicho: reúne diferentes negócios de um segmento específico. 

O e-commerce possui cinco tipos: B2B, B2C, C2C, e

  • C2B (consumer to business): a pessoa física vende produtos para uma pessoa jurídica através da plataforma; 
  • B2A (business to administration): é realizada a transação entre empresas e administração pública. 

O e-commerce conta, ainda, com três tipos para plataformas específicas: 

  • M-Commerce, para plataformas móveis como tablets e celulares; 
  • S-Commerce, integrado às mídias sociais; 
  • T-Commerce, feito exclusivamente para televisão.

Marketplace do BS2 Empresas

Recentemente, a BS2 Empresas — segmento da BS2 voltado para o apoio ao pequeno e médio empresário — lançou a sua própria plataforma de marketplace.  Criada para simplificar a gestão do empreendedor e torná-la mais eficiente, oferece serviços fundamentais para o sucesso do negócio, tais como emissão de notas fiscais, gateway de pagamento, oferta completa de crédito, maquininha e folha de pagamento, entre outras soluções.

Conclusão

Entendendo os pontos que diferenciam marketplace de e-commerce, e as vantagens e desvantagens que cada um oferece, basta avaliar os seus próprios objetivos, bem como a sua disponibilidade de recursos a serem investido, para fazer a melhor escolha para o seu projeto de negócio. 

Se quiser saber mais sobre a plataforma de marketplace do BS2 Empresas, e obter outras informações interessantes para ajudá-lo na gestão do seu empreendimento, e até falar com um consultor, preencha o formulário abaixo.

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário abaixo

Siga a gente nas redes sociais

Posts mais lidos

Posts recentes