O Open Banking é seguro? Quais os riscos?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Quando ouvimos o termo “compartilhamento de dados”, nosso primeiro pensamento é a respeito da segurança das informações que serão compartilhadas entre diversos sistemas. Com o Open Banking se tornando cada vez mais uma realidade no Brasil, muitas pessoas têm se perguntado a respeito de vazamentos de dados e fraudes. Mas será que o Open Banking é seguro?

Por ser um processo relativamente novo, a grande questão é se seria possível que esses dados vazassem ou fossem roubados. Porém, é importante ressaltar que o Open Banking usa as APIs para integração de dados, uma tecnologia usada atualmente por diversos sites e aplicativos. O que faz com que esse novo modelo de negócio não seja tão novo no meio digital quanto parece.

Para que você entenda mais a respeito do Open Banking e sua segurança, separamos um post completo sobre o assunto explicando mais sobre esse tópico. Confira a seguir!

O que é Open Banking

Antes de entender mais sobre a segurança do Ope Banking, é necessário que você aprenda como ele funciona. Na tradução livre, o termo Open Banking significa Banco Aberto, que também pode ser traduzido como Sistema Bancário Aberto.

o Open Banking é um novo modelo de negócio que permite que os dados dos clientes sejam compartilhados entre as instituições
o Open Banking é um novo modelo de negócio que permite que os dados dos clientes sejam compartilhados entre as instituições

Na prática, essa nova tecnologia foi criada para integrar o histórico bancário dos correntistas com outros bancos e instituições financeiras. Nesse histórico estão desde contas pagas, até os salários depositados, perfil de gastos e empréstimos.

Essa integração de dados visa diminuir o tempo de relacionamento entre cliente e banco para que sejam liberados produtos e serviços específicos, já que com os dados compartilhados as informações podem ser usadas em qualquer instituição que faça parte do Open Banking.

Como hoje em dia mudar de banco é um processo burocrático, essa mudança na integração dos dados dará a oportunidade para que seja possível encontrar o melhor banco, serviços e produtos, de acordo com seu perfil de compra, necessidades e interesses.

A estimativa é que esse novo modelo de negócio seja iniciado totalmente até setembro-outubro deste ano aqui no Brasil.

O Open Banking é seguro?

Sim, o Open Banking é um sistema seguro, e é necessário garantir um ambiente seguro para todas as partes envolvidas, tanto empresa como cliente, caso a instituição queira ingressar nesse novo modelo ou seja obrigada por lei a fazer parte do Open Banking.

O Banco Central determina que empresas e instituições que participam do Open Banking cumpram uma série de requisitos que garante tanto a autenticidade, como o sigilo das informações e segurança

Vale lembrar que os bancos e instituições financeiras só poderão compartilhar os dados dos clientes desde que eles liberem a integração de suas informações entre uma instituição e outra.

Também é importante ressaltar que Open Banking não fazer com que os dados dos correntistas se tornem públicos, e sim significa que os clientes poderão ter controle e liberdade financeira para levar suas informações onde quiser por meio das APIs, tecnologia que permite que o compartilhamento de dados aconteça de uma maneira mais simples, rápida e com custos reduzidos.

Os países que já iniciaram os testes deste sistema criaram diversas leis e regras que impedem que as informações dos clientes sejam usadas para fins errados, além de também terem pensado em maneiras fáceis de cancelar essa integração e uso dos dados dos clientes quando os mesmos não quiserem mais fazer o uso de produtos ou serviços.

para realizar a integração dos sistemas, o Open Banking usa as APIs
para realizar a integração dos sistemas, o Open Banking usa as APIs

Além disso, vale lembrar que as APIs são totalmente seguras e desenvolvidas para evitar que dados sejam compartilhados com quem não tem autorização.

O que são as APIs?

A sigla API é usada para se referir a uma tecnologia chamada de Application Programming interface, ou Interface de Programação de Aplicações, em Português.

Seu principal objetivo é criar uma área compartilhada para que os sistemas ou softwares consigam se comunicar entre si, compartilhando dados e informações, de acordo com a finalidade para que foram desenvolvidas.

Isso quer dizer que existem APIs para diversos objetivos, como APIs de redes sociais e APIs de pagamento.

Um exemplo de API é quando você acessa um site e consegue visualizar o conteúdo que tem dentro dele.

Isso só acontece porque o navegador compartilha informações com a API do servidor em que a página foi hospedada.

Embora existam APIs de diversos tipos dentro das empresas, algumas APIs podem ser usadas por diversas pessoas e empresas, as chamadas de APIs abertas, como as APIs do Google Maps e APIs de redes sociais usadas em sites para login.

O Open Banking também usa esse tipo de integração com APIs abertas, o que quer dizer que cada banco ou instituição financeira ainda poderão desenvolver seus produtos e serviços da forma que quiser, o que muda a partir de agora é que existe uma padronização na hora de compartilhar os dados, já que para que uma empresa tenha acesso aos dados da outra é necessário que suas APIs “conversem” entre si.

Agora que você já viu que o Open Banking é seguro, já pode ficar tranquilo quanto às suas informações ou informações dos seus clientes. Além de serem seguras, as APIs proporcionam a troca de informações de maneira mais rápida e com custo reduzido, o que beneficia tanto os bancos e fintechs, como os usuários.

Abra a sua Conta Digital BS2 Empresas e aproveita as vantagens do Open Banking

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário abaixo

Siga a gente nas redes sociais

Posts mais lidos

Posts recentes